facebook
tweeter
login adm
12/08/2018 - 10:43 H
 

De volta para casa: Felipão reencontra torcida do Palmeiras

Depois de sofrer com rodízio de estádios de 2010 a 2012, treinador terá novamente apoio caseiro

Domingo, 12 de agosto, 19h. O reencontro de Felipão com a torcida do Palmeiras tem data, horário e, principalmente, local definidos. Depois de precisar buscar outros estádios durante sua segunda passagem pelo clube, entre 2010 e 2012, o treinador terá agora o reforço de poder voltar a dirigir o Verdão em casa.

Contra o Vasco, os palmeirenses devem entrar em campo com uma formação alternativa, em virtude da sequência decisiva nos mata-matas da Libertadores e da Copa do Brasil. Mas o mais importante será a estreia da nova comissão técnica na arena alviverde.

Na primeira vez em que dirigiu o clube, entre 1997 e 2000, Felipão mudou a identidade do time. E o antigo estádio Palestra Italia foi um fator importante na construção do perfil copeiro do Verdão. Foi ali, por exemplo, que conquistou a Copa Mercosul de 1998 e a Libertadores de 1999.

91 jogos
63 vitórias
19 empates
9 derrotas

Terceiro que mais comandou a equipe e que mais venceu no local, atrás de Vanderlei Luxemburgo e Oswaldo Brandão

Por causa da construção da arena, a comissão técnica de Luiz Felipe Scolari precisou buscar alternativas entre os anos de 2010 e 2012. Depois de passar por Pacaembu, Canindé e até pelo interior, foi na Arena Barueri que o treinador encontrou casamento entre time e torcida durante a campanha da conquista da Copa do Brasil de 2012.

Seis anos depois, Felipão reencontra o Palmeiras com casa nova e retrospecto positivo como mandante. Desde a reinauguração do estádio, no fim de 2014, o clube conquistou dois títulos nacionais: a Copa do Brasil de 2015 e o Brasileirão de 2016.

Se antes Scolari questionava a participação da torcida, quando até chegou a brincar com a famosa "turma do amendoim" – grupo que reclamava das atuações do time e que ficava localizado na antiga numerada coberta do velho Palestra –, hoje a certeza é de apoio.

Em 113 partidas na nova casa, o Palmeiras nunca entrou em campo para menos de 15 mil pessoas – são apenas sete jogos para menos de 20 mil, com uma média de 30 mil torcedores por partida no local. Até a última sexta-feira, 24 mil ingressos haviam sido vendidos para a partida contra o Vasco.

Globo Esporte.com