facebook
tweeter
login adm
15/05/2016 - 20:58 H
 

Róger Guedes deixa o ataque mais leve e cria dúvida boa ...

Róger Guedes deixa o ataque mais leve e cria dúvida boa no Palmeiras

Garoto de 19 anos, que fez seu primeiro gol no clube contra o Atlético-PR, firma parceria com Gabriel Jesus e vira concorrente de Dudu por uma vaga no ataque

Róger Guedes tem apenas três jogos disputados no Palmeiras, mas já chama a atenção de torcedores e comissão técnica. Contratado do Criciúma, o garoto de 19 anos ganhou um voto de confiança de Cuca e correspondeu. O primeiro gol saiu na estreia do Campeonato Brasileiro: abriu a goleada por 4 a 0 sobre o Atlético-PR, no sábado, na arena.
Róger Guedes deixa o ataque mais leve e cria dúvida boa no Palmeiras

Garoto de 19 anos, que fez seu primeiro gol no clube contra o Atlético-PR, firma parceria com Gabriel Jesus e vira concorrente de Dudu por uma vaga no ataque

Róger Guedes tem apenas três jogos disputados no Palmeiras, mas já chama a atenção de torcedores e comissão técnica. Contratado do Criciúma, o garoto de 19 anos ganhou um voto de confiança de Cuca e correspondeu. O primeiro gol (veja vídeo acima) saiu na estreia do Campeonato Brasileiro: abriu a goleada por 4 a 0 sobre o Atlético-PR, no sábado, na arena.

A entrada de Róger na equipe se deu justamente por causa da ausência de Dudu, que vive fase final de recuperação de uma lesão muscular. Há chance de o camisa 7 retornar na segunda rodada da competição nacional, contra a Ponte Preta, no próximo sábado. Uma dor de cabeça boa para Cuca.

– Tenho de mostrar no dia a dia e nos jogos para o professor Cuca. Claro que espero ficar na equipe. Temos um plantel muito bom, de alto nível – resumiu Róger.

– Esse time não trabalhou muito tempo ainda. O próprio Tchê Tchê chegou na quarta-feira e caiu muito bem na nossa equipe. O Cuca falou para eu e Gabriel Jesus flutuarmos, assim como o Tchê Tchê e o Jean fizeram. Acho que estamos dando certo.

Nos treinos em Atibaia, última das três semanas em que o Palmeiras se preparou para o Brasileiro, Cuca mostrou muitas variações táticas – que foram aplicadas e demonstraram efetividade diante do Atlético-PR. Róger Guedes, que vem jogando do lado direito, trocou de lado com Jesus diversas vezes.

O entrosamento da dupla, apesar de poucos testes em jogos, é notável. Em sua estreia, na vitória sobre o São Bernardo pelas quartas de final do Paulistão, Róger Guedes deu assistência para Gabriel Jesus. Na estreia do Brasileirão, a situação se inverteu. Jesus, inclusive, deixou sua marca duas vezes na goleada.

– O ataque ficou muito leve. O Cuca pediu justamente isso, para eu e o Gabriel fazermos esse um-dois com o Barrios e sairmos na cara do gol – avaliou Róger. O Palmeiras volta aos treinos na tarde de segunda-feira, na Academia de Futebol. Além de Dudu, que tentará voltar ao time em meio à boa fase de Róger Guedes, quem também vive período de recuperação é Allione, que teve o joelho operado há pouco mais de duas semanas.
A entrada de Róger na equipe se deu justamente por causa da ausência de Dudu, que vive fase final de recuperação de uma lesão muscular. Há chance de o camisa 7 retornar na segunda rodada da competição nacional, contra a Ponte Preta, no próximo sábado. Uma dor de cabeça boa para Cuca.

– Tenho de mostrar no dia a dia e nos jogos para o professor Cuca. Claro que espero ficar na equipe. Temos um plantel muito bom, de alto nível – resumiu Róger.

– Esse time não trabalhou muito tempo ainda. O próprio Tchê Tchê chegou na quarta-feira e caiu muito bem na nossa equipe. O Cuca falou para eu e Gabriel Jesus flutuarmos, assim como o Tchê Tchê e o Jean fizeram. Acho que estamos dando certo.

Nos treinos em Atibaia, última das três semanas em que o Palmeiras se preparou para o Brasileiro, Cuca mostrou muitas variações táticas – que foram aplicadas e demonstraram efetividade diante do Atlético-PR. Róger Guedes, que vem jogando do lado direito, trocou de lado com Jesus diversas vezes.

O entrosamento da dupla, apesar de poucos testes em jogos, é notável. Em sua estreia, na vitória sobre o São Bernardo pelas quartas de final do Paulistão, Róger Guedes deu assistência para Gabriel Jesus. Na estreia do Brasileirão, a situação se inverteu. Jesus, inclusive, deixou sua marca duas vezes na goleada.
– O ataque ficou muito leve. O Cuca pediu justamente isso, para eu e o Gabriel fazermos esse um-dois com o Barrios e sairmos na cara do gol – avaliou Róger. O Palmeiras volta aos treinos na tarde de segunda-feira, na Academia de Futebol. Além de Dudu, que tentará voltar ao time em meio à boa fase de Róger Guedes, quem também vive período de recuperação é Allione, que teve o joelho operado há pouco mais de duas semanas.

Globo Esporte