facebook
tweeter
login adm
07/05/2017 - 20:41 H
 

Fundo do poço, profecia e os tabus quebrados: relembre ...

Fundo do poço, profecia e os tabus quebrados: relembre os momentos marcantes de Cuca no Palmeiras

Técnico está de volta para comandar o Verdão até dezembro de 2018. No ano passado, ele foi protagonista na conquista do nono título brasileiro do clube

Cuca está de volta ao Palmeiras. E junto com ele, algumas lembranças marcantes. Da bronca após goleada e invasão da torcida à Academia, passando por uma profecia de que seria campeão até a confirmação do nono título brasileiro do Verdão, conquistado depois de 22 anos de jejum. Ah, sem contar também os incômodos tabus que ele derrubou enquanto esteve à beira do campo.

Prestes a assinar contrato até o fim de 2018 para assumir o lugar do demitido Eduardo Baptista, o atual campeão brasileiro deve ser apresentado pela diretoria na próxima terça-feira. Dessa vez, a pressão por títulos é ainda maior. Por "culpa" do próprio técnico, que levou o Palmeiras a um outro patamar com a conquista de 2016 e do alto investimento dos patrocinadores da equipe.

Relembre, então, alguns dos momentos mais marcantes de Cuca como téccnico do Verdão:

Fundo do poço

A trajetória de Cuca no Palmeiras em 2016 começou com quatro derrotas consecutivas. A última delas, uma goleada por 4 a 1 para o Água Santa, foi um dia depois de torcedores organizados terem invadido a Academia de Futebol para cobrar o elenco. Irritado, o técnico foi duro depois da derrota em Presidente Prudente, no interior de São Paulo.

– Tomara que seja o fundo do poço, porque de lá não passa – disse o comandante.

Ele acertou. Dali em diante tudo começou a mudar para o Palmeiras...

Dérbi é com ele

O primeiro Dérbi de Cuca como técnico do Verdão foi marcante para ele. Existia uma tabu a favor do Corinthians de 21 anos sem derrota no Pacaembu. Mas uma defesa de Fernando Prass em pênalti cobrado por Lucca e um gol de Dudu, com direito a comemoração especial e provocação ao rival, determinaram a vitória palmeirense. O atacante pegou um chapéu de um repórter para comemorar, em alusão à disputa entre os dois times para contratar o jogador.

O retrospecto de Cuca contra o Corinthians, aliás, é perfeito. No total foram três vitórias (uma no Pacaembu, uma na arena e outra em Itaquera), quatro gols marcados e nenhum sofrido.



A profecia

Dia 29 de abril de 2016. Na Academia de Futebol do Palmeiras, Cuca recebia a reportagem do GloboEsporte.com para conceder entrevista exclusiva. Dias antes, o Verdão havia sido eliminado do Campeonato Paulista e, já fora da Taça Libertadores da América, tinha como principal objetivo o planejamento para a disputa do Brasileirão.

Mesmo ainda sem um esboço de time para estrear na competição nacional, o treinador não pensou duas vezes ao afirmar que o Verdão seria campeão brasileiro. Mais uma vez, ele acertou. A declaração, à época, viralizou nas redes sociais e virou um mantra do torcedor do Palmeiras.

Vermelho de alegria

Um dos jogos que fez o Palmeiras se consolidar na liderança do Brasileirão do ano passado foi com o Inter, na 15ª rodada, em Porto Alegre. A vitória por 1 a 0, no Beira-Rio, acabou com um jejum de 19 anos do Verdão sem vencer na casa do rival gaúcho. Cuca comemorou muito essa vitória, pela bagagem que ela daria ao elenco dali por diante. Estava no chão mais um obstáculo. Erik fez o gol.



A faixa do enea

Quando passou pelo Palmeiras como jogador, Cuca comemorou gols com o gesto de colocar a faixa de campeão. Torcedor do Verdão, ele queria tirar o clube da fila de títulos que assombrou a torcida até 1993. Mas ele saiu antes disso. E quis o destino que fosse como treinador sua primeira conquista pelo Alviverde. E depois da vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, na arena, o técnico pode, enfim, fazer aquele gesto virar realidade e vestir, de verdade, uma faixa de campeão.

GloboEsporte.com